sexta-feira, 1 de abril de 2011

É só um momentinho

Sabe quando você vê que tudo é um absurdo e não pode fazer nada?
Sabe quando você vê que certas coisinhas estão se complicando e não pode fazer nada?
Sabe quando você se dá conta que só vai poder agir daqui a algum tempo?
Sabe quando certas coisas começas a encher o saco?
Ah. Um momento de desânimo.
Um momentinho só.
Amanhã é um novo dia.
Um novo dia.
Uma nova data.
Tudo passa.
Os momentos, as coisas.
A vida.
Tudo, tudo passa.
O tempo, a vida.
A tristeza, o desânimo.
O sorriso pode sumir.
Por um momentinho, mas é a única coisa que é eterna.
Um sorriso não se apaga.
Tudo é um momento
só um momentinho.

2 comentários:

Felipe Braga disse...

Exatamente: "Um sorriso não se apaga."

Interessante como você foi construindo o texto. Dá pra sentir o momento de desânimo passando, uma ternura tomando o seu lugar.

E é exatamente assim que deve ser.

É um texto pra levar na carteira.

Beijos.

osmaresdemarte disse...

Obrigado pelo comentário!
Gostei muito desse seu texto. É uma verdade, um sorriso não se apaga. Eles são bonitos demais para sumir...

©2007 '' Por Elke di Barros